Home Pacotes CAVALGADA NO PANTANAL: Hotel Fazenda Passo da Ema, Ronco do Bugio e Acampamento Sentinela (HR 4.1)

CAVALGADA NO PANTANAL: Hotel Fazenda Passo da Ema, Ronco do Bugio e Acampamento Sentinela (HR 4.1)

De estatura pequena, com ritmo constante e suave de manusear, músculos peitorais fortes e bem desenvolvidos mostram sua desenvoltura em locais onde ele se vê travado na lama, quando seus quartos traseiros pequenos permitem-lhe um empurrão firme que ultrapassa qualquer obstáculo. O cavalo e peão formam uma excelente equipe de trabalho: um cavalo que sofreu uma série de adaptações e seu cavaleiro, o cowboy que monta o ano inteiro neste desafiador ecossistema, independentemente do nível da água.

Outras Opções

Extensão Bafo da Onça

5 Noites

3 Noites

Dia 1 CUIABÁ / PASSO DA EMA HOTEL FAZENDA

Recepção no aeroporto de Cuiabá e um transfer foto-safari para o Passo da Ema através da Rodovia Transpantaneira Park. Chegada e boas-vindas com um delicioso sumo de frutas frescas e alojamento. Uma caminhada curta para ver o ambiente onde o peão trabalha: barracas, o gado e cavalos, arreios, etc. Jantar preparado em fogão de lenha e servidas na cozinha. Pernoite.


Dia 2 A CAVALO (Fazenda Ronco do Bugio)

Café da manhã e preparar os cavalos para a nossa primeira excursão para a Fazenda Ronco do Bugio (o nome significa o uivo do macaco). Esta é um passeio de 9,5 Km / 5,9 mi. Com uma duração aproximada de 3 horas, através de campos, bosques e paisagens encantadoras. O almoço é servido debaixo de uma árvore imponente, um Ficus Constrictor. Após o almoço, uma merecida pausa - um cochilo na rede no celeiro. Pouco antes de nosso retorno a Passo da Ema, um suco de guaraná ralado para reconstruir nossas forças para a viagem de volta! No caminho, quando chegamos ao campo verde e para os que tiverem coragem, galopar à desfilada, deixar o cavalo correr como o vento - uma experiência emocionante! Visita à Torre do Bugio, com um fantástico panorama da planície ao redor. O nome da torre é devido ao fato que, em certas ocasiões, e a partir deste ponto de vista, podemos ver um grande grupo de bugios (Alouatta guariba) um dos maiores primatas neotropicais medindo 30-75 cm, que vivem na floresta proxima. Voltamos ao Passo da Ema para jantar e pernoite.


Dia 3 A CAVALO (Acampamentos Sentinela e Bafo da Onça)

Hoje é um dia agitado, cheio de atividades começando logo depois do café da manhã, quando começamos a explorar as terras desta propriedade com mais de 2.000 hectares, atingindo Acampamento Sentinela na margem do rio Clarinho. De uma canoa canadense (para duas pessoa) e navegue para cima e para baixo no rio, vendo a mata ciliar, os mangues e apreciando a paisagem. Entretanto, o almoço está sendo preparado. A deliciosa carne e churrasco pantaneiro e peixes grelhados. Após o almoço, um cochilo em uma das redes às espera que temperatura caia um pouco antes de rumar ao acampamento Bafo da Onça, onde estaremos chegando perto dopor do sol. Este é um campo de trabalho, onde os vaqueiros cuidam do gado: verificando se há doenças, marcando o gado, etc Este é um lugar remoto onde o trabalho de peão é duro. Jantar perto da fogueira, sob as estrelas e rodeado pelos ruídos da planície aluvial. Em certas ocasiões, um dos cowboys de plantão poderá pegar na viola (um tipo de guitarra) e há muito que cantar, muitas histórias que contar até a madrugada. A dormida é em uma rede coberta com um mosquiteiro.


Dia 4 REGRESSO AO PASSO DA EMA

Acordar em um lugar tão remoto como um campo de gado é, para um morador da cidade, uma experiência totalmente nova. A sinfonia animal, o gado à solta, sabendo que a comitiva está a caminho, os peões e cavalos se preparando para a ação. Tudo novo e uma recordação inesquecivel. Mas, primeiro, o mais importante, um café-da-manhã "rancheiro" e de seguida cada um irá tratar do seu cavalo. Lá vamos nós, participando na comitiva.. Tentar perseguir um bezerro que está fugindo! Juntando o gado para uma última verificação, se há necessidade de tratamento ou de cuidados especiais. Em seguida, o cavaleiro da frente dá o sinal e o "berranteiro", aquele que toca o sinal em "berrante" (um instrumento de sopro feito de chifre de vaca) chama todos, peões, cavalos e gado para a estrada A chegada à fazenda será em torno do meio-dia, apenas a tempo para um almoço substancial, de fogão de lenha, todos juntos! Após o almoço, uma rede para um cochilo, enquanto a temperatura exterior for ainda elevada. Mais tarde, volta a cavalo para visitar a Torre dos Tuiuiús. Junto a esta torre de observação em uma árvore de grande porte, um ninho de Tuiuiu. Estas aves são o símbolo das planícies de inundação do Pantanal. Dependendo da época do ano, o ninho pode estar ocupado e visão, da torre, é soberba! Regresso ao Passo da Ema para jantar e pernoite.


Dia 5 PASSO DA EMA – CUIABÁ

Transfer para Cuiabá e mais uma oportunidade de foto-safari

 
Português (Brasil)English (United Kingdom)
Haras Bafo da Onça - Cavalo Pantaneiro

Clima no  Pocone 

18°C
Máxima: 20°C
Mínima: 18°C
Nascer do Sol  6:08 am
Pôr do Sol 5:30 pm
Vento: 4.83 kmh
Humidade: 88 %
Visibilidade: 9.99 km
 
Login ou Registre-se
Faça o login para aceder à àrea de documentos